Aprendizado a Bordo

Castelo 2

Aprendizado de Bordo

 

Viagens de férias além de terem como objetivo o descanso, passeios, cultura, gastronomia e prazer;  podem ser aproveitadas também como fonte  de ampliação da visão de mundo e de aprendizados campo pessoal e corporativo.

Ao passar recentemente  alguns dias numa região de Portugal  chamada Alentejo, tive algumas vivências, experiências e principalmente encontros onde  aprendi algumas lições  que quero aqui compartilhar com vocês.

Ao chegarmos (meu marido e eu) em um hotel rural num lugarejo chamado Monsaraz e  desconfiados de que  três dias ali seriam excessivos, foi pedido  à atendente que reduzisse a estada para um dia.  Esta,  muito educadamente, mas de forma  assertiva nos disse que poderíamos  manter os três dias já programados pois teríamos muito o que ver, passear,  aproveitar e prontamente nos colocou um mapa nas mãos. Ficamos…

Nessa mesma noite, subimos ao Castelo Medieval de Monsaraz, um monumento Nacional! Lá fomos atendidos num café/restaurante, por um jovem garçom.  Percebendo nossa dúvida no que escolher, ele veio de forma firme e assertiva e nos sugeriu o prato e o vinho. Tudo de muita qualidade e sabor!!!

No dia seguinte visitamos uma vinícola,  segundo soubemos depois, a maior, a mais moderna e  profissional cooperativa de Portugal. Fomos recebidos por uma profissional  que nos explicou todo o processo de produção e armazenagem dos vinhos.  Posteriormente levou o grupo de seis pessoas para a  degustação dos vinhos. Conversa vai e conversa vem, falamos sobre um vinho que tomamos na noite anterior, no castelo e pedimos indicação de um bom lugar para almoçar ali naquela região.  A senhora  nos indicou o local, ligou para o dono do restaurante  e nos presenteou com a referida  garrafa de vinho!!!

No restaurante, fomos recebidos pelo dono do estabelecimento e este  contou-nos preciosidades sobre a região,  o vinho, o pão, o azeite e tudo o mais com toda a sua simplicidade, segurança, assertividade e confiança no que entrega.

Pois bem, Portugal como vários países da Europa está em crise, por lá tem corrupção  também!

O Alentejo é uma região que sofre forte concorrência do turismo com outras partes  do país, a exemplo do Norte, da capital Lisboa e da  costa litorânea,  o Algarve. No entanto, o que se lê de toda essa narrativa é que  as pessoas “vendem e entregam” o que tem de melhor de forma integrada.  Elas são simples sem ser simplórias, são assertivas, persuasivas e influenciadoras,  conhecem  seu produto,  e se sentem seguras quanto à  qualidade dele.  Orgulham do que têm e são, e assim, possuem o sentimento de pertencer àquele lugar.

O que tudo isso tem haver com o mundo corporativo??  Convido você a refletir sobre tudo isso!!

 Escrito por CARLA LIMA

 

1 comment

  • Marisa says:

    Este artigo retrata questões fundamentais para o exercício da capacidade de sempre tirar proveito das circunstâncias que nos rodeiam. Muitas vezes perdemos a oportunidade de conhecer novas realidades e contextos e trazer estes aprendizados para o nosso dia-a-dia, pela falta de humildade e abertura para aprender com a simplicidade do outro.
    Parabéns pelo artigo e pela capacidade de retratá-lo de uma maneira tão simples!

  • Leave a comment

    Want to express your opinion?
    Leave a reply!

    Leave a Reply to Marisa Cancel reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *